CONTEM O BOX

 

O Dicionário das Famílias Brasileiras, é o primeiro em seu gênero. Os levantamentos remontam ao século XVI e se estendem até o final do século XX. Portanto também estão sendo abordadas famílias recentemente emigradas, mas com geração no Brasil.

São sobrenomes provenientes sobretudo da África, da Alemanha, da Europa, ou seja, Portugal, Espanha, França, Alemanha, Itália, Polônia, além de outras provenientes como Líbano, Síria, Armênia, Japão, famílias do continente africano e alguns grupos étnicos como os judeus, o que obrigou aos autores a se deslocarem, consultarem fontes inéditas e remotas, próximas e distantes.

O sucesso alcançado pelos dois primeiros volumes do Tomo I, confirmando a importância da obra, que teve em seu público incontestável aceitação. Os autores Antonio Henrique Cunha Bueno, Carlos Eduardo de Almeida Barata, e a Árvore da Terra deram continuidade com a publicação do TOMO II, com mais dois volumes, e novas famílias, acompanhado de CD-Rom, muito mais abrangente, onde estão reunidas as famílias dos quatro volumes da obra, com uma soma de cerca de trinta e cinco mil verbetes, além de mais 3.800 imagens de brasões, rostos, assinaturas, documentos, edificações, etc.

O lançamento do Dicionário das Famílias Brasileiras TOMO II, ocorreu no dia 28 de maio de 2001, no Museu da Casa Brasileira. Tivemos a presença de 1.500 pessoas. Prestamos homenagem a todas as nações com a apresentação de grupos folclóricos, que emocionou os descendentes. O papel da imprensa foi fundamental, tivemos considerações e resenhas do projeto publicadas nos maiores jornais do país. Entrevistas dos autores nas rádios e nos Talk Shows da TV, durante o lançamento ocorreram transmissões ao vivo nos telejornais nacionais. Contamos com o patrocínio da Finasa Seguros, Agip e Biolab, que se beneficiaram da Lei Rouanet e também receberam exemplares da Obra.

Dicionário das Famílias Brasileiras - (TOMO II) - (Cód 1706-M)

R$900,00
Atenção, última peça!
Dicionário das Famílias Brasileiras - (TOMO II) - (Cód 1706-M) R$900,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

CONTEM O BOX

 

O Dicionário das Famílias Brasileiras, é o primeiro em seu gênero. Os levantamentos remontam ao século XVI e se estendem até o final do século XX. Portanto também estão sendo abordadas famílias recentemente emigradas, mas com geração no Brasil.

São sobrenomes provenientes sobretudo da África, da Alemanha, da Europa, ou seja, Portugal, Espanha, França, Alemanha, Itália, Polônia, além de outras provenientes como Líbano, Síria, Armênia, Japão, famílias do continente africano e alguns grupos étnicos como os judeus, o que obrigou aos autores a se deslocarem, consultarem fontes inéditas e remotas, próximas e distantes.

O sucesso alcançado pelos dois primeiros volumes do Tomo I, confirmando a importância da obra, que teve em seu público incontestável aceitação. Os autores Antonio Henrique Cunha Bueno, Carlos Eduardo de Almeida Barata, e a Árvore da Terra deram continuidade com a publicação do TOMO II, com mais dois volumes, e novas famílias, acompanhado de CD-Rom, muito mais abrangente, onde estão reunidas as famílias dos quatro volumes da obra, com uma soma de cerca de trinta e cinco mil verbetes, além de mais 3.800 imagens de brasões, rostos, assinaturas, documentos, edificações, etc.

O lançamento do Dicionário das Famílias Brasileiras TOMO II, ocorreu no dia 28 de maio de 2001, no Museu da Casa Brasileira. Tivemos a presença de 1.500 pessoas. Prestamos homenagem a todas as nações com a apresentação de grupos folclóricos, que emocionou os descendentes. O papel da imprensa foi fundamental, tivemos considerações e resenhas do projeto publicadas nos maiores jornais do país. Entrevistas dos autores nas rádios e nos Talk Shows da TV, durante o lançamento ocorreram transmissões ao vivo nos telejornais nacionais. Contamos com o patrocínio da Finasa Seguros, Agip e Biolab, que se beneficiaram da Lei Rouanet e também receberam exemplares da Obra.