TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS não é apenas uma narrativa de aventura. De forma pessoal e envolvente, o livro narra uma longa travessia feita de bicicleta por uma das últimas regiões do planeta a serem habitadas pelo homem. Ao longo do percurso, a obra mescla traços autobiográficos, considerações sobre a vida e extensa pesquisa histórica e literária. Durante seis meses, Guilherme Cavallari pedalou sozinho por toda a extensão da Patagônia e da Terra do Fogo, no Chile e na Argentina, cruzando a fronteira entre os dois países 16 vezes, em pontos que mal constam dos mapas. Foram 6.000 km em 180 dias consecutivos, além de dezenas de noites de acampamento... Números que, no entanto, falam pouco sobre a verdadeira aventura da viagem: o autoconhecimento. TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS é, acima de tudo, uma jornada pela alma – tanto do aventureiro e autor quanto da região que ele percorre sobre duas rodas e com a escrita. Despretensiosa e surpreendente, a obra mantém, desde o início, o olhar questionador e o compromisso com a sinceridade. E como diz o autor: “Em cima da bicicleta sobra tempo para filosofar…”. O livro apresenta ainda 10 mapas detalhados de pontos do percurso e 28 fotos coloridas, além de tabelas minuciosas com o cronograma da viagem, lista completa de todo o equipamento utilizado, bibliografia e filmografia de referência. TRANSPATAGÔNIA também é o título de um filme-documentário de 60 minutos de duração dirigido por Cauê Steinberg, montado a partir das gravações feitas em campo durante a viagem. O filme foi vencedor do Prêmio do Público no Rio Mountain Festival 2014. O filme está disponível para assistir no NETFLIX, no CANAL BRASIL/NET/NOW, no GOOGLE PLAY e no I-TUNES.

Transpatagonia: Pumas Não Comem Ciclistas - Guilherme Cvallari - (Cód: 1675 -M)

R$300,00
Atenção, última peça!
Transpatagonia: Pumas Não Comem Ciclistas - Guilherme Cvallari - (Cód: 1675 -M) R$300,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS não é apenas uma narrativa de aventura. De forma pessoal e envolvente, o livro narra uma longa travessia feita de bicicleta por uma das últimas regiões do planeta a serem habitadas pelo homem. Ao longo do percurso, a obra mescla traços autobiográficos, considerações sobre a vida e extensa pesquisa histórica e literária. Durante seis meses, Guilherme Cavallari pedalou sozinho por toda a extensão da Patagônia e da Terra do Fogo, no Chile e na Argentina, cruzando a fronteira entre os dois países 16 vezes, em pontos que mal constam dos mapas. Foram 6.000 km em 180 dias consecutivos, além de dezenas de noites de acampamento... Números que, no entanto, falam pouco sobre a verdadeira aventura da viagem: o autoconhecimento. TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS é, acima de tudo, uma jornada pela alma – tanto do aventureiro e autor quanto da região que ele percorre sobre duas rodas e com a escrita. Despretensiosa e surpreendente, a obra mantém, desde o início, o olhar questionador e o compromisso com a sinceridade. E como diz o autor: “Em cima da bicicleta sobra tempo para filosofar…”. O livro apresenta ainda 10 mapas detalhados de pontos do percurso e 28 fotos coloridas, além de tabelas minuciosas com o cronograma da viagem, lista completa de todo o equipamento utilizado, bibliografia e filmografia de referência. TRANSPATAGÔNIA também é o título de um filme-documentário de 60 minutos de duração dirigido por Cauê Steinberg, montado a partir das gravações feitas em campo durante a viagem. O filme foi vencedor do Prêmio do Público no Rio Mountain Festival 2014. O filme está disponível para assistir no NETFLIX, no CANAL BRASIL/NET/NOW, no GOOGLE PLAY e no I-TUNES.